FERRAMENTAS DA GS1 BRASIL FACILITAM TRANSAÇÕES DE COMÉRCIO ELETRÔNICO

Os padrões globais para o gerenciamento da cadeia de suprimentos em redes de negócios fazem a diferença na prática de e-commerce.

As vendas pela Internet são mais ou menos recentes no Brasil: tiveram início em 1995.
O empenho das empresas, que tomaram providências para melhorar o ambiente de segurança e passaram a oferecer cada vez mais vantagens e ofertas, tornou o
e-commerce hoje, a modalidade de varejo que mais cresce no Brasil. Em 2008, por exemplo, o faturamento das lojas online brasileiras teve uma expansão de 35% em relação a 2007.

Para explicar esse bom desempenho, os analistas de mercado apontam dois fatores fundamentais: a comodidade de comprar sem sair de casa e o aumento da confiança do consumidor nas ferramentas eletrônicas de compra e venda. Além disso, o cliente passou a ser cativado por outras vantagens, como a facilidade em pesquisar preços em sites especializados, a oferta de parcelamentos sem juros por muitos estabelecimentos e os preços competitivos (é comum acontecer de uma loja online cobrar menos por um produto do que ele custa nas lojas físicas).

A GS1 Brasil dispõe de ferramentas que favorecem a prática do comércio eletrônico, pois possibilitam a definição de padrões globais para os serviços de mensagens de negócios eletrônicos. Trata-se do GS1 eCom, cujos padrões são amplamente usados em todo o mundo e figuram como um componente-chave da fabricação just-in-time e dos links de resposta rápida de suprimento do cliente.

Os padrões GS1 baseiam-se nas Chaves de Identificação GS1 (GTIN, GLN, SSCC etc.). Estas são reconhecidas globalmente e usadas para outras finalidades, como a identificação física de itens, o que possibilita criar um link direto entre o fluxo físico de bens e as informações a eles relacionadas.
Estes também disponibilizam padrões complementares para o serviço de mensagens de negócios: são eles o GS1 XML e o GS1 EANCOM®.

Ambos proporcionam rapidez, eficiência e precisão na troca eletrônica automática de dados entre os parceiros comerciais (Electronic Data Interchange – EDI), eliminando as tradicionais barreiras para a utilização de EDI, como requisitos de hardware, software proprietários e custos de tradução dos dados.

O GS1 EANCOM®, por exemplo, é um dos padrões mais utilizados no mundo. Entre os benefícios que ele proporciona, inclui-se a possibilidade de elaborar uma estrutura padronizada e previsível para mensagens de negócios em meio eletrônico. Além disso, habilita os parceiros a se comunicarem com agilidade e precisão, independentemente dos tipos de hardware ou software utilizados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: